Reflexão da Semana | A Defesa do Servo de Deus

Jeremias 15.11-21

“E arrebatar-te-ei da mão dos iníquos, e livrar-te-ei da mão dos cruéis” (v.21).

Que maravilhosa perspectiva de segurança temos nas promessas de Deus em Sua palavra.

À semelhança do profeta devemos declarar: “Quando as tuas palavras foram encontradas, eu as comi; elas são a minha alegria e o meu júbilo …” (vs16a NVI)

Na jornada da vida a confiança em Deus é sempre uma estratégia infalível. Por vezes cercados de dúvidas, temores e ansiedades olhamos para o alto e ali encontramos Jesus, o “autor e consumador da nossa fé” (Hebreus 12.2). E fazendo isso percorremos o caminho com perseverança.

Sempre que precisamos enfrentar uma provação, buscamos na força de nossa capacidade as condições para a vitória. Mas não está em nós mesmos o poder de vencer os inimigos de nossa alma, está naquEle que nos acrescenta fé. Então, seremos arrebatados da mão dos iníquos e livres dos cruéis.

Nunca nos esqueçamos de que o nosso Deus permanece “o mesmo ontem, hoje, e eternamente” (Hebreus 13.8). É por isso que desde o passado, segundo as Escrituras Sagradas, Deus livrou, tem poder para livrar hoje e livrará aquele que nEle confia.

Que esta promessa de Deus seja guardada no seu coração, e aí permaneça como um lastro de segurança que o fortalecerá sempre. Lembre-se do que disse Jeremias quando se referia à Palavra de Deus e às Suas promessas: “elas são a minha alegria e o meu júbilo, pois pertenço a Ti, SENHOR, Deus dos Exércitos” (vs16).

Pr. Daniel Teixeira de Azevedo

Adoniran De Souza Bail

Adoniran de Souza Bail

"Eu acredito no cristianismo como eu acredito no sol, não por aquilo que ele é, mas que através dele eu posso ver tudo ao meu redor." --C.S. Lewis
Adoniran De Souza Bail

Últimos posts por Adoniran de Souza Bail (exibir todos)

Deixe uma resposta